Os gastos com energia elétrica estão cada vez maiores e isso tem comprometido uma parcela considerável do orçamento de muitas empresas. A maioria das empresas já tomam atitudes para mudar essa realidade, revisando suas instalações, mudando equipamentos etc. Mas você sabia que também existem oportunidades de economia na fatura de energia elétrica e que pouca gente percebe?

Com uma avaliação minuciosa da fatura de energia é possível reduzir os valores pagos em até 30%, isso sem muito esforço ou grandes investimentos! Por isso listamos alguns dos dados presentes na fatura que merecem atenção e que podem lhe proporcionar uma boa economia.

Contrato de Demanda

Ter uma demanda contratada corretamente e na medida certa é indispensável. A contratação excedente não é vantajosa pois sempre será pago um valor fixo mensal, e pagará por uma ociosidade desnecessária.

Por outro lado a subcontratação, onde a demanda faturada será a demanda medida, também pode ser um problema, porque somará ao valor contratado a ultrapassagem. Geralmente, a ultrapassagem é faturada com um valor 2 vezes maior que a demanda contratada.

Portanto, deve-se ficar atendo às sazonalidades existentes para alguns ramos de atividades, e fazer a contratação correta de acordo com a estação do ano e o perfil de consumo de sua empresa.

Excedente de Reativo

A energia reativa é uma espécie de impulso inicial para fazer alguns equipamentos funcionarem. Embora esse tipo de energia seja necessária, sua utilização deve ser a menor possível, pois seu excesso causa perdas por aquecimento e queda de tensão. Por causa dos problemas que podem ocasionar, esse excesso é cobrado na fatura de energia.

Existe oportunidades de economia de energia na análise do excedente de reativo

De maneira mais técnica, o excedente de energia reativa ocorre quando o Fator de Potência (FP) das instalações elétrica encontra-se abaixo do que é regulamentado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica ). Nas empresas, isso por ser causado pelo excesso de lâmpadas de descarga que utilizam reatores com baixo FP, transformadores operando a vazio, motores sobredimensionados etc.

O controle do excedente de reativo é uma das oportunidades de economia na fatura de energia. A medição e análise da necessidade de correção de FP deve ser constatada não somente com a utilização da fatura de energia elétrica, mas também utilizando equipamentos adequados como analisadores de energia.

Por meio desses equipamentos e com a avaliação de um profissional especializado no ramos de qualidade de energia e eficiência energética, é possível dimensionar o banco de capacitores ideal para correção deste parâmetro e extinção dessa cobrança de sua fatura de energia elétrica.

Modalidade Tarifária

Para os consumidores do Grupo A existem duas modalidades tarifárias, conhecidas como tarifa horosazonal (THS) azul e verde. Na THS azul, o consumidor tem duas demandas contratadas, uma para horário de ponta e outra para o horário fora de ponta, além de ser faturado também pelo consumo, também dividido em dois postos horários (ponta e fora ponta).

Na THS verde o consumidor conta com apenas uma demanda contratada, independente do horário, porém também é faturado pelo consumo dividido em dois postos horários (ponta e fora ponta).

Fale com um consultor da Beenergy

A THS azul, por contar com a parcela de demanda contratada para o horário de ponta, apresenta uma tarifa de energia (TE) no horário de ponta mais baixa, se comparada com a THS verde onde não há esta demanda contratada.

É interessante para os consumidores avaliarem seu perfil de consumo, com ajuda de especialistas em gestão de energia, e tentar identificar o seu melhor enquadramento tarifário. A possibilidade de migração de um posto tarifário para outro pode ser feita, analisando-se as possibilidades de economia decorrentes desta ação.

Consumo Horário de Ponta

Como mencionado anteriormente, o consumo de energia, independente de ser THS azul ou verde, é dividido em dois postos horário: o posto de ponta e o posto de fora ponta.

O horário de ponta compreende o período de três horas consecutivas onde se verifica o maior consumo de energia e demanda de potência nos sistemas de transmissão e distribuição. Este período varia de acordo com o fuso horário, mas comumente ocorre entre as 18h00 e 21h00.

Para incentivar um deslocamento do consumo de energia elétrica deste horário para algum horário aleatório, como antes das 18h00 e depois das 21h00, a tarifa de energia (TE) cobrada neste período é muito superior a TE do horário fora ponta, chegando a ser quase 4 vezes maior.

Avalie sua tarifa de energia, pois ela é uma das oportunidades de economia na fatura de energia. Para ser ter uma ideia, muitas empresas acabam por optar pela utilização de grupos geradores durante este período, se desconectando da rede da concessionária, e produzindo sua própria energia por um valor inferior ao que seria pago a concessionária.

Muitas vezes, os consumidores que optam pela utilização destes geradores encontram-se enquadrados na THS verde. Ou ainda, caso seu consumo durante o horário de ponta seja elevado e a utilização de geradores não seja viável, considere a adoção da modalidade tarifária THS azul, onde a TE é inferior a THS verde e pode acabar se tornando mais econômica que a utilização de geradores.

Período de Faturamento

E por último, mas de fundamental compreensão, e que muitas vezes deixamos de lado, é observar atentamente o período de faturamento e as respectivas medições anteriores e atuais.

Muitas vezes erros podem ocorrer por parte de leituristas ou sistemas de medição, contabilizando parcelas de energia já faturadas anteriormente, fazendo-o pagar duas vezes por uma determinada parcela de energia.

Caso constatado, deve ser solicitada revisão da fatura para correção dos dados, e com isso evitar pagar por uma parcela de energia duas vezes.

Conclusão

Existem diversas oportunidades de economia na fatura de energia. No entanto, grande parte das empresas, quando desejam reduzir esse custo pensam imediatamente na substituição de lâmpadas e equipamentos ou contratar medidores físicos para saber o que está deixando a fatura alta.

Com o auxílio de um profissional de gestão de energia qualificado ou de uma ferramenta é possível ter clareza de onde estão essas oportunidades de economia na fatura de energia e tomar atitudes imediatas para reduzir seu valor.

Uma ferramenta que faz essa análise e indica o potencial de economia no valor da fatura de energia é a plataforma da Beenergy, tudo sem a necessidade de um hardware (equipamento físico) ou de grandes investimentos. Com a ferramenta é possível gerenciar os gastos e ações em diferentes unidades, ter controle preciso sobre as faturas de energia e consumo, registrar ocorrências, tudo de maneira automatizada.

Peça uma demonstração da Beenergy e descubra o potencial de economia na sua fatura de energia elétrica.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *