A ISO 50001 é a norma de Gestão de Energia, reconhecida mundialmente, que estabelece um sistema para que seja implantada a Eficiência Energética dentro das indústrias, instalações comerciais e em empresas como um todo.

Essa ISO existe para realizar, de forma mais eficiente e correta, o gerenciamento de energia dentro das empresas e melhorar a integração com o meio ambiente, por meio de um consumo consciente da energia, redução das emissões de gases, realizando eficiência energética e aproveitando da melhor maneira possível os recursos.

O que é a ISO 50001

De acordo com o Guia NBR ISO 50001 de Gestão de Energia, a norma foi desenvolvida pelo ISO Technical Committee (TC) 242 – Energy Management e publicada em 15 de junho de 2011. No Brasil quem disponibilizou essa norma foi a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e é denominada como ABNT NBR ISO 50001.

Em 2015 houve uma revisão da ISO 50001 com a intenção de incorporar à norma uma estrutura padrão dos sistemas de gestão da ISO – a Estrutura de Alto Nível (High Level Structure- HLS) – e assim ter uma melhor relação entre a estrutura do PDCA e os elementos do HLS agregados em sua estrutura.

Para dar maior suporte à aplicação da norma e facilitar seu entendimento, foram criadas normas adicionais, focadas também em Gestão de Energia.

  • ABNT NBR ISO 50002 – Diagnósticos energéticos – Requisitos com orientação para uso;
  • ABNT NBR ISO 50003 – Sistemas de gestão de energia – Requisitos para organismos de auditoria e certificação de sistemas de gestão de energia;
  • ABNT NBR ISO 50004 – Sistemas de gestão de energia – Guia para implementação, manutenção e melhoria de um sistema de gestão de energia;
  • ABNT NBR ISO 50006 – Sistema de gestão de energia – Medição do desempenho energético utilizando linhas de base energética (LBE) e indicadores de desempenho energético (IDE) – Princípios gerais e orientações;
  • ABNT NBR ISO 50015 – Sistemas de gestão de energia – Medição e verificação do desempenho energético das organizações – Princípios gerais e orientações.

O objetivo é conseguir reconhecer internacionalmente, dentro da empresa, a aplicação da eficiência energética junto às práticas de gestão e manufatura, em qualquer segmento.

Como funciona a ISO 50001?

A ISO 50001 foi desenvolvida para que sua implantação seguisse o modelo do ciclo do PDCA – Planejar, Executar, Verificar e Agir.

Ciclo PDAC da ISO 50001

Primeiro deve-se realizar uma pesquisa dentro da própria empresa, levantando em consideração as características energéticas de todas as áreas. Após esse estudo já pode-se implementar o PDCA, conforme as seguintes etapas:

  • Planejar: a Gestão Energética em cima da pesquisa realizada;
  • Fazer: controlar o uso da energia dentro da empresa;
  • Verificar: monitorar o que está sendo feito;
  • Agir: melhorar o desempenho da verificação.

Aplicando esse método, a empresa começa a ter vantagens no curto e no longo prazo, pois melhora a sua forma de consumir a energia, buscando a redução do consumo e o aumento da eficiência. Além disso, também reduz a emissão dos gases do efeito estufa e os impactos ambientais. Ganha a empresa e a sociedade.

A minha empresa pode ter a certificação da ISO 50001?

Sim! Todas empresas podem aderir à norma para ter uma melhor gestão da sua energia consumida e assim diminuir seus impactos financeiros.

Mas, claro, existem algumas exigências para obter a certificação. Veja algumas delas:

  • A empresa deve desenvolver uma política para o uso mais eficiente da energia;
  • Melhorar a forma de consumir sua energia, através de novas tecnologias;
  • Implantar uma boa comunicação com as áreas;
  • Aprimorar sua gestão energética através de projetos que reduzam a emissão de gases no efeito estufa;
    Medir os resultados;
  • Melhorar continuamente a gestão da energia.

Implementar a certificação com todos os processos e regras a serem alteradas impacta na cultura da empresa, e isso parte do princípio que pessoas tenham que mudar seus pensamentos e rotinas. O que de fato não é uma tarefa simples, pois barreiras podem ser criadas.

Para sua efetiva implementação, portanto, são essenciais os acompanhamentos gerenciais por área, e transformar todas as ações em projetos ou eventos, para que assim os colaboradores sejam incentivados e consigam mudar sua maneira de pensar e agir perante a eficiência energética e o meio ambiente.

Última dica

Como já existe uma norma para a gestão de energia, é importante que todos os seus fornecedores, seja de mão de obra ou mesmo de tecnologias, sigam o que estabelece a ISO 50001. A Beenergy, por exemplo, desenvolveu toda a sua plataforma de acordo com os princípios fundamentais desta ISO. Quer conhecer melhor a plataforma? Clique no banner e solicite uma demonstração com um especialista.

Peça uma demonstração da Beenergy

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *