Uma boa gestão das faturas contribui para o aumento do controle e redução de custos com energia. Ter esse controle nas mãos é essencial para entendermos o que exatamente estamos pagando e quais ações devemos tomar, porém muitas empresas ainda possuem dúvidas básicas sobre as fatura de energia elétrica.

Dúvidas mais comuns sobre a fatura de energia elétrica

Como analisar a fatura de energia elétrica da sua empresa? Basicamente, uma fatura de energia é composta por três componentes: demanda, consumo e impostos. Sendo assim, levantamos as 9 principais dúvidas sobre a fatura de energia elétrica.

1- O que é cobrado na fatura de energia?

São cobrados a energia gerada, o transporte até o consumidor (sistema de transmissão e distribuição), tributos federais, estaduais e municipais além de um monte de subsídios governamentais (sim, a fatura de energia é uma das maneiras mais fáceis do governo cobrir seus rombos :( ).

2- O que é Grupo de Consumidor?

É a classificação dada conforme o nível de tensão fornecido pela distribuidora. Isso influencia no enquadramento tarifário.

  • Alta tensão: Grupo A
  • Baixa tensão: Grupo B

Vale lembrar que dentro do Grupo A ainda há outras subdivisões, também elencados de acordo com o nível de tensão, uma vez que a tensão destes consumidores varia de 2,3 kV a 230 kV. Conta ainda com consumidor atendido em baixa tensão, ou seja, inferior a 2,3 kV, porém atendido por rede subterrânea.

Checklist "Gestão de Energia"

3- O que é Unidade Consumidora?

É o conjunto de instalações e equipamentos elétricos, caracterizado pelo recebimento de energia elétrica em um só ponto de entrega, com medição individualizada e que corresponde a um único consumidor. Trata-se também do número de identificação do consumidor junto a distribuidora.

4- O que é demanda?

Cobrada em unidades do grupo A a demanda exige um análise permanente, vamos aos termos:

  • Demanda

    Média das potências elétricas ativas ou reativas, solicitadas ao sistema elétrico pela parcela da carga instalada em operação na unidade consumidora, durante um intervalo de tempo especificado, expressa em quilowatts (kW).  (trocando em miúdos: é o quanto de energia que sua empresa precisa se você deixar tudo que precisa ligado ao mesmo tempo)

  • Demanda contratada

    Demanda de potência ativa a ser obrigatória e continuamente disponibilizada pela distribuidora, no ponto de entrega, conforme valor e período de vigência fixados em contrato, e que deve ser integralmente paga, seja ou não utilizada durante o período de faturamento. (trocando em miúdos: é o quanto você contratou de demanda na sua distribuidora)

  • Demanda de ultrapassagem

    Parcela da demanda medida que excede o valor da demanda contratada, expressa em quilowatts (kW). (trocando em miúdos: é o quanto você consome mais do que contratou)

  • Demanda faturada x medida

    A faturada é em geral a que você tem contratada com a distribuidora e demanda medida é quanto efetivamente você utilizou, esta diferença deve ser constantemente avaliada e é uma forte oportunidade para reduzir seus custos.

5- O que é fator de potência?

Indicativo percentual da potência total fornecida convertida em trabalho, indica a eficiência do uso de energia, onde o valor perfeito de fator de potência é 1 sendo o mínimo seja 0,92. Abaixo deste valor é cobrado um valor chamado energia reativa excedente, mais conhecida como multa por fator de potência. (leia mais sobre isso aqui)

7- O que é horário de ponta e fora de ponta?

Horário de ponta refere-se ao período composto por 3 (três) horas diárias consecutivas definidas pela distribuidora considerando a curva de carga de seu sistema elétrico, aprovado pela ANEEL para toda a área de concessão, com exceção feita aos sábados, domingos, e feriados nacionais. E o horário fora de ponta compreende os demais horários.

 

8- O que é tarifa horo sazonal?

Estrutura caracterizada pela aplicação de tarifas diferenciadas de consumo de energia elétrica e de demanda de potência de acordo com as horas de utilização do dia e dos períodos do ano.

9- O que é bandeira tarifária?

A bandeira tarifária não é multa e sim uma compensação pelo aumento no custo na geração de energia. De acordo com a bandeira é cobrado um valor adicional na tarifa de energia para compensar o aumento de custo na geração.

Conclusão

A fatura de energia é o elemento principal da gestão de energia, é a “imagem” da sua situação atual, dela podemos tirar várias conclusões (nem sempre óbvias) e determinar ações imediatas para redução de custos. Não é uma tarefa tão simples, especialmente quanto são muitas unidades consumidoras administradas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *